Articles

Memorial do Casal de Monte Redondo

Memorial do Casal de Monte Redondo

Este monumento pretende perpetuar factos e datas alusivas à evolução histórica do casal de Monte Redondo e das terras que em tempo integraram esta Paróquia e Freguesia, desde o início da sua ocupação humana e povoamento à actualidade. É constituído por dois elementos: nove marcos e respectiva base desenvolvida em espiral:

os marcos são uma alegoria simbólica ao conjunto de efemérides,

agrupadas em períodos seculares, que assinalam a construção social do casal em particular desde o século XIII, ao século XXI. A altura é proporcional a cada um dos séculos (<séc. XIII a séc. XXI – 130 a 210 cm), registado no topo;

a  base,  desenvolvida  em  espiral,  simbolizando  o  decurso  do

tempo, que, depois do último marco, como “um rio do tempo” desagua em toda a área que circunda o monumento, liberta de qualquer elemento decorativo, pretendendo com isso representar a incógnita dos possíveis desafios do futuro.

O movimento ascendente dos marcos recorda o povoamento gradual desta área; cada um evoca o esforço dos habitantes na construção dos casais e na consolidação das actividades económicas e de subsistência das famílias aqui radicadas. O ponto central da espiral simboliza a antiguidade do povoamento deste território e os documentos e efemérides ancestrais relativas à construção social da freguesia.

Efemérides

Séc. XIII – Em 1278 fez-se a doação, por parte de Estevão Gomes de bens que possuía em Monte Redondo, ao Mosteiro Cisterciense de Alcobaça (S. Gomes, 1986);

Séc. XIV – Aforamento a João Domingues e a Iria Anes da herança que tinham em Monte Redondo (1310). Os emprazantes “obrigavam- se a fazer cultura de pão, vinho, olivais e pomares” (S. Gomes, 1986). Outros aforamentos;

Séc. XV – Carta de aforamento, feita pelo referido mosteiro em 1414, a "João Rodrigues Cebolinho e sua mulher" de uma herança que traziam neste lugar (S. Gomes,1986);

Séc. XVI – Os habitantes  de  Monte  Redondo e de uns lugares, casais e moinhos próximos (Coimbrão e Ervideira), requereram a D. Pedro Castilho para constituírem paróquia independente e lhes foi concedido (1589). Nesta terra de prazo da comenda de Alcobaça havia uma ermida dedicada a Nª Sra da Piedade (O Couseiro);

Séc. XVII – Criação da nova freguesia do Coimbrão (1636), promovida pelo bispo de Leiria, D. Pedro Barbosa, que "desmembrou da freguezia de Monte Redondo, os Coimbrões, e levantou freguezia, da invocação de S. Miguel” (O Couseiro);

Séc. XVIII - Resposta dada pelo pároco João Costa e Silva, ao Inquérito nacional promovido pelo Secretário de Negócios do Reino - “Memória Paroquial de 1758”;

Séc. XIX – Construção do marco geodésico de 1ª ordem, base de triangulação geodésica do continente português; Construção da linha férrea   do   Oeste;   Inauguração   da   Igreja   Paroquial;   Criação   da

Filarmónica Nª Srª da Piedade;

Séc. XX – Construção da Escola Primária na sede do lugar e de outros equipamentos sociais; Industrialização e electrificação da freguesia; 1ª centenário da Feira dos 29; Crescimento da população e das actividades económicas que permitiram a criação da freguesia da Bajouca;

Séc. XXI - Elevação da povoação de Monte Redondo à categoria de Vila (9 de Dezembro); União de Freguesias de Monte Redondo e Carreira.

 J. Carvalho Arroteia/Augusto Mota 27JUN2014

Apresentação do Museu do Casal de Monte Redondo

Objectivos

Contribuir para o desenvolvimento da comunidade. Recolher preservar e valorizar o Património Cultural. Promover o melhor conhecimento da área de influência

   Acervo

2000 objectos organizados por colecções de actividades económicas, oferecidos na totalidade pela população durante os períodos de recolha ou no âmbito de investigações. Acervo informatizado com a base de dados Museológica InfoMusa – Centro de Estudos de Sociomuseologia ULHT -  FCT-Praxis XXI

   Investigação

O museu colabora com várias universidades apoiando a realização de investigações em vários domínios: arquitectura do Emigrante, Resinagem, Serradores braçais, Moinhos de agua, história local etc.. Possui um Fundo de Documentação Local com milhares de documentos escritos e iconográficos continuamente actualizados. Acolhe estagiários.

   Biblioteca

Biblioteca vocacionada para apoio ao ensino, com 8000 títulos devidamente catalogados.

Aberta durante a semana, pequena sala de leitura e serviço de empréstimo. Aquisições de livros por solicitação dos professores do ensino básico e secundário. Gere igualmente o Fundo de Documentação Local

   Exposições

O museu mantém uma exposição permanente para caracterização da sua área de influência, realiza exposições temporária próprias ou por solicitação. Presta assistência museográfica e empresta regularmente objectos a outras instituições

A exposição permanente abre todos os dias no período de verão e durante o ano para grupos com marcação, especial escolares.

   Instalações

Edifício próprio construído por partes em terreno cedido pela Assembleia de Freguesia. Acolhimento, 2 salas de exposição, 1 sala para reserva, 2 salas para a Biblioteca, 1 sala de aulas. Total 200 m2

   Edições

Cadernos de Património sobre questões de  museologia e estudos locais. 6 números publicados Conselho de Redacção proveniente do Museu

Meridies: revista de Sociologia e Antropologia da Europa do Sul. 24 números publicados. Conselho de redacção proveniente de 20 Universidades Europeias

   Apoios

Junta de Freguesia de Monte Redondo Câmara Municipal de Leiria, Governo Civil de Leiria, Comissão de Turismo, Instituto Português da Juventude, Leader II ADAE, Fundação para a Ciência e a Tecnologia, Instituto do Emprego e Formação Profissional. Apoio financeiro por parte das industrias locais.

   Área de influência do museu

Território de 60 km2 e 10.000 habitantes residentes em pequenos aglomerados. Esta área de influência- Freguesias de Monte Redondo, Carreira e Bajouca corresponde ao casal de Monte Redondo descrito no Século XIII

   Resumo de actividades mais relevantes:

Salvaguarda e valorização do património local. Biblioteca pública. Valorização de profissões. Formação na área da informática.. Empréstimo de espaços. Colaborações diversas com o IEFP: criação de empresas, apoio ao artesanato local. Realização de estudos locais: sociologia, urbanismo, arquitectura, etnografia etc. Programa editorial. Exposições e circuito ecomuseológico. Escolarização PIPSE. Apoio à Secretaria de Estado da Cultura da Guiné-Bissau. Apoio ao ensino.

   Colaboração com outras instituições

O museu sempre esteve aberto à colaboração com outras entidades. Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias ULHT, Faculdades de Letras de Lisboa, Universidade Nova, Universidade Federal da Bahia, Instituto do Emprego e Formação Profissional, Administração local e regional e nacional, Fundação para a Ciência e a Tecnologia. Referencia para o MINOM, Movimento Internacional para uma nova Museologia. Participação regular em reuniões sobre questões de museologia

   Circuito ecomuseológico

Orientado para grupos permite a visita aos fornos de pez no Grou, tecelagem em Água Formosa, olaria na Bajouca, moinho de água em Porto Longo  e Fonte Cova
  


Apresentação do Museu do Casal de Monte Redondo
Objectivos: Contribuir para o desenvolvimento da comunidade. Recolher preservar e valorizar o Património Cultural. Promover o melhor conhecimento da área de influênciaAcervo: 2000 objectos organizados por colecções de actividades económicas, oferecidos na totalidade pela população durante os períodos de recolha ou no âmbito de investigações. Acervo informatizado com a base de dados Museológica InfoMusaBiblioteca: Biblioteca vocacionada para apoio ao ensino, com 8000 títulos devidamente catalogados. Aquisições de livros por solicitação dos professores do ensino básico e secundário. Gere igualmente o Fundo de Documentação Local     Ler +   

 l

 SAM 2115xx

Memorial do Casal de Monte Redondo

Este monumento pretende perpetuar factos e datas alusivas à evolução histórica do casal de Monte Redondo e das terras que em tempo integraram esta Paróquia e Freguesia, desde o início da sua ocupação humana e povoamento à actualidade. É constituído por dois elementos: nove marcos e respectiva base desenvolvida em espiral:
os marcos são uma alegoria simbólica ao conjunto de efemérides, agrupadas em períodos seculares, que assinalam a construção social do casal em particular desde o século XIII, ao século XXI. A altura é proporcional a cada um dos séculos (<séc. XIII a séc. XXI – 130 a 210 cm), registado no topo; Ler+

 peniche-fundo5


XXI Jornadas sobre a Função Social do Museus nos dias 1 e 2 de Novembro em Peniche. 
http://minom-portugal.org/  

Encontrar amigos e novas amizades e falar entre outras coisa dos nossos museus ... Ver programa

Participação livre (viva a CRISE !!!)

 facebook biblio3


Museu tem nova página no Facebook. Adere e colabora. 

https://www.facebook.com/museu.monteredondo?fref=ts

 reabertura biblioteca


As bibliotecas são lugares de conhecimento, de cultura e de lazer. São um mundo aberto e é por essa razão que a biblioteca de Monte Redondo reabre as suas portas e janelas, para que todos/as na região possamos usufruir de um espaço que nos leve a viajar ou a contemplar conhecimento(s).
Por esta razão, todos e todas estão convidos(as) para aparecerem no dia 27 de Outubro Domingo no Museu em Monte Redondo (Leiria). Haverá comes e bebes, dois espectáculos, visitas guiadas e muito mais.

Colaboração/apoio: Escola de Musica da Filarmónica da Guia, Grupo Amador de Teatro da Associação da Sismaria, Associação Ecológica "Os Defensores", Café Imperial

 p1030311

VERÃO 2013
O Museu está aberto ao público 
de 1 de Agosto a 31 de Agosto
Horário 14.30-19.00 horas - 
Fechado às 2ª-Feiras
Fora desta época, está aberto para grupos escolares e outros,  mediante marcação prévia

museum festum cartaz

Museu Festum - fim de semana de festa no Museu dia 5 e 6 de maio de 2012 . 
Exposições: Gestos do Quotidiano e oficina de José Pereira dos Santos; Vestígios da Idade da Pedra na Freguesia de Monte Redondo; Orquestra Jazz “Os Galitos” de Monte Redondo
Astronomia Observação Telescópica da Lua
Jogos Tradicionais
Dança (tarde)Academia Rithmus – Bajouca

Canto (tarde) Grupo de Cantares de Condeixa
Teatro GATAS – Grupo Amador de Teatro da Associação da Sismaria

Serviço
Porco no espeto + Petiscos
Colaboração: Junta de Freguesia, Os Defensores, Os Magníficos, Rancho Folclórico "Rosas da Alegria", Motor Clube, Florestlis II S.A  Cervejaria Imperial  Centro de Ciência Viva de Constância 

 jornadas cartaz

XX Jornadas sobre a Função Social do Museu 
refletir sobre o passado, perspetivar o futuro

MONTE REDONDO (Leiria) 23, 24 e 25.março.2012

As XX Jornadas sobre a Função Social do Museu: reflectir sobre o passado, perspectivar o futuro, têm por objectivo fazer um balanço das reuniões anteriores, tanto do ponto de vista da reflexão e avanços da Sociomuseologia, como dos impactos que essas reuniões tiveram nos lugares de acolhimento. Foram 20 anos de atenção dedicada aos museus locais, procurando compreender as suas dinâmicas profundas, analisar as suas práticas e partilhar solidariedades.
Por certo que estas Jornadas tiveram sempre por base uma fundamental atenção para com os desafios que as pequenas instituições museológicas enfrentam no seu quotidiano, quando procuram ir bem além daquilo que são os museus centrados nas suas colecções. Não que estas não sejam um elemento essencial do fazer museal, mas sobretudo porque se pretende dar-lhes um novo significado numa perspectiva de desenvolvimento que favoreça a inclusão social. 

Programa e boletim inscrição
Localização
Assembleia (re) constituinte do Museu do Casal de Monte Redondo

 l
 aula musica

Exposição actual
Gestos do quotidiano no início do século XXI em Monte Redondo – Leiria. Fotografia Tina Azinheiro
Dossier: Como escolher uma profissão 
Veja as imagens da exposição
Tendo como base um excelente trabalho fotográfico de Tina Azinheiro, esta exposição é de certa forma uma etnografia contemporânea, feita ao correr do tempo. São apresentadas tanto as profissões ditas tradicionais, como aquelas que fazem apelo a elevados níveis de especialização e de utilização de novas tecnologias.

l
 ltriptico

A exposição  on-line
"História da Língua Portuguesa"
 foi concebida para atender ao público escolar, tendo por objectivo suscitar um melhor entendimento do lugar que a nossa língua ocupa no mundo em que vivemos.
A escolha das imagens que compõem os painéis temáticos foi organizada em temas de amarração visual, dando primazia ao seu valor simbólico e ilustrativo.
Pode ser solicitada sem custos por escolas e instituições culturais

Acesso à Exposição "História da Língua Portuguesa"

l
vistaaerea mr Nova Publicação  Ler o Livro +
Jorge Carvalho Arroteia
SUBSÍDIOS PARA UM DICIONÁRIO COROGRÁFICO DE MONTE REDONDO

2012
Este trabalho é dedicado à terra e às gentes de Monte Redondo, em particular aos meus familiares e amigos que aí nasceram, residem ou por circunstâncias da vida daí tiveram de se ausentar. Neste rol não esqueço os antepassados directos que com o seu esforço, dedicação e trabalho souberam construir, no meio de terras áridas e cobertas de vegetação – a gândara de Monte Redondo – um antigo “casal” que aglutinando muitos outros à sua volta deu forma a esta unidade administrativa. Na sua essência dá sequência à monografia publicada anteriormente sobre o território, o povoamento e a sociedade desta freguesia (Arroteia, 2000).  Ler o Livro +
 l

emigrateca

Bem-vindo ao campus virtual da emigração portuguesa!

Nesta "Biblioteca digital" pode consultar estudos sobre o fenómeno emigratório português, isoladamente e no contexto das migrações ibéricas e europeias; textos relacionados com o país e a sociedade portuguesa;
Coordenação: Professor Doutor Jorge Arroteia
Acesso à Emigrateca

 l
SDC10395

O Museu colabora com o Programa NOVAS OPORTUNIDADES. Concluiram com successo mais duas turmas : 12º ano duranrte o 2º semestre de 2010 e curso de Informática que decorreu no 1º semestre de 2011
Mais informações sobre o programa

l

Montagem da Exposição "Gestos do Quotidiano"


VERÃO 2011 - 
O Museu está aberto ao público de 1 de Agosto a 31 de Agosto 2011
Horário 14.30-19.00 horas - Fechado às 2ª-Feiras
Fora desta época, está aberto para grupos escolares e outros,  mediante marcação prévia

Horário de VERÃO 2012 estará disponivel brevemente